Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Reflexão para o fim de semana: 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi estabelecido pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1972 marcando a abertura da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano.  O evento, realizado na Suécia e conhecido como Conferência de Estocolmo, ocorreu entre 5 e 16 de junho.

Celebrado anualmente desde então, o Dia Mundial do Meio Ambiente chama a atenção e a ação política de povos e países para aumentar a conscientização e a preservação ambiental.  No encontro foi redigida a “Declaração de Estocolmo sobre o Meio Ambiente Humano” que, em seu segundo princípio, aborda a fauna:

“Os recursos naturais da Terra, incluídos o ar, a água, o solo, a flora e a fauna e, especialmente, parcelas representativas dos ecossistemas naturais, devem ser preservados em benefício das gerações atuais e futuras, mediante um cuidadoso planejamento ou administração adequada.”

Arara-canindé na Chapada dos Veadeiros (GO)
Foto: Marcelo Scaranari

A data também ajuda a lembrar sobre o trabalho desenvolvido no Fauna News, como parte da luta contra o tráfico de animais silvestres. Sobre esse crime, não se esqueça:

-Terceira atividade ilegal mais rentável do mundo (atrás do tráfico de drogas e do comércio ilegal de armas): entre 10 e 20 bilhões de dólares por ano, sendo o Brasil responsável por uma fatia que varia de 5% a 15% do total;
- Segunda causa da perda de biodiversidade (atrás da perda de habitat);
- Dependendo da fonte consultada, o número de animais silvestres retirados da natureza no Brasil, por ano, é 12 milhões ou 38 milhões;
- Entre 60% e 70% do comércio ilegal de animais silvestres no Brasil é voltado para abastecer o mercado interno: estima-se que de dois a quatro milhões de animais silvestres vivam em cativeiros particulares;
- Estima-se que 95% do comércio de animais silvestres no Brasil seja ilegal;
- Há pesquisas que apontam haver 60 milhões de brasileiros criando espécimes da fauna nativa em suas residências.

Nenhum comentário: