Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de abril de 2012

Bragança Paulista (SP): mais uma prefeitura assumindo sua responsabilidade com a fauna silvestre

Em 23 de janeiro de 2012, publiquei sobre a iniciativa do município de Barueri (SP) de construir e gerir um Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres). Na oportunidade, escrevi elogiando a iniciativa:

“Ás vezes, mas muito às vezes mesmo, aparece um gestor público que lembra da fauna silvestre. E quando isso acontece, o fato tem de ser salientado e muito bem acompanhado.”

Pois agora, vou destacar Bragança Paulista (SP):

“Nessa quinta-feira (19/4), um evento muito especial marcou mais uma conquista para todos nós: a assinatura do convênio para implantação do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres na cidade de Bragança Paulista. Estiveram presentes para a oficialização da parceria, o prefeito da cidade João Afonso Sólis juntamente com a primeira-dama Kátia Cristina Belisário Sólis, o secretário Joaquim Gilberto de Oliveira do Meio Ambiente, as secretarias de Serviços, Cultura, Planejamento e de Obras além dos bombeiros, polícia militar ambiental e a equipe da Mata Ciliar.

O projeto objetiva a construção de um Cras no município para receber, prestar atendimento e reabilitar animais silvestres provenientes da região. O Centro receberá animais resgatados de atropelamentos, queimadas, tráfico entre outros.” – texto da matéria “Cras da AMC em Bragança Paulista”, do site da Associação Mata Ciliar

“O intenso processo de urbanização que a região bragantina vem sofrendo nos últimos anos está provocando uma rápida transformação e redução dos habitats que fazem com que os animais silvestres migrem para a área urbana em busca de abrigo e alimento, deixando-os expostos à predação, atropelamentos, queimadas, choques elétricos, crueldades, entre outros riscos. (...)

A demanda apresentada à Secretaria Municipal do Meio Ambiente é em torno de 200 animais silvestres por ano e infelizmente, com a redução progressiva dos habitats naturais, ela tende a crescer. (...)

A Associação iniciará seus trabalhos em um espaço no Parque Dr. Luiz Gonzaga da Silva Leme, (Jardim Público), até que se inicie a construção de um espaço específico para a finalidade.”
– texto da matéria “Município concretiza ações de proteção à fauna”, publicado em 14 de fevereiro de 2012 pelo jornal Gazeta Bragantina

Assinatura da parceria entre a prefeitura e a Associação Mata Ciliar
Foto: Associação Mata Ciliar

A iniciativa de Bragança Paulista parece estar um passo à frente da de Barueri pelo fato de trabalhar em parceria com uma associação que já tem experiência e conhecimento nesse tipo de atividade, não precisando, portanto, treinar equipe própria. De qualquer forma, é ótimo que os municípios assumam sua responsabilidade  na gestão das questões relativas à fauna silvestre.

Esperar que esse trabalho seja feito somente pelo Ibama e pelas secretaria estaduais de meio ambiente é um erro, pois a demanda é muito grande para a atual estrutura desses órgãos.

- Leia o texto completo da Associação Mata Ciliar
- Leia a matéria completa da Gazeta Bagantina
- Releia o post do Fauna News “Começar a semana pensando...”, de 23 de janeiro de 2012 sobre o Cetas de Barueri

Nenhum comentário: