Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Começar a semana pensando...

...em moda. Já passou da hora de a indústria da moda agir e parar de usar peles de animais em suas criações. O sintético está aí faz tempo.

Mas já que muitos profissionais dessa moda cruel insistem no atraso, quem sabe uma nova lei começa a mudar isso:

‘A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou hoje o Projeto de Lei 684/11, do deputado Weliton Prado (PT-MG), que veda o uso de peles de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos em eventos de moda no Brasil. A pena prevista é de reclusão de um a três anos e multa. O projeto acrescenta artigo à Lei de Crimes Ambientais (9.605/98).

Foto: Eco4planet.com

O relator da proposta, deputado Renato Molling (PP-RS), apresentou substitutivo para retirar da proposta o couro proveniente de animais reproduzidos em cativeiro e criados com autorização oficial. Segundo o parlamentar, “o Brasil não abate qualquer animal para atender a demanda por couro ou pele. Nesse sentido, a produção de couro é, na realidade, uma indústria de reciclagem, que transforma um subproduto que seria descartado em um bem econômico”.’ – texto da matéria “Comissão proíbe uso de pele de animal em eventos de moda”, publicada em 25 de abril de 2012 pela Agência Câmara de Notícias

A polêmica envolvendo o substitutivo do deputado Renato Molling está aberta, afinal o espírito da iniciativa do deputado Welinton Prado é exatamente outro e está claro na justificativa do projeto:

"Mesmo quando criados em cativeiro, os animais viveriam em condições degradantes e padeceriam horrores na hora de extrair a pele."

O projeto de Lei segue agora para análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, para depois ser votada em plenário.

O próximo passo é acabar com o comércio desses produtos e não impedir apenas o uso em eventos de moda.

- Conheça o Projeto de Lei 684/11
- Leia a matéria completa da Agência Câmara de Notícias
Releia os posts do Fauna News sobre o assunto:
- “Na contramão da evolução, estilistas investem em peles”, publicado em 20 de abril de 2011
- “Começar a a semana pensando...”, publicado em 6 de fevereiro de 2012

Nenhum comentário: