Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de maio de 2012

Mistério: como as três corujinhas foram parar na caixa de papelão?

Encontrei em dois sites a notícia sobre o encontro, por funcionários do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), de três filhotes de coruja em uma caixa de papelão às margens da Rodovia Mábio Gonçalves Palhano, em Londrina.

“Três filhotes de coruja foram encontrados por funcionários do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) de Londrina abandonados em uma caixa, na segunda-feira (22). Eles acionaram a 2ª Companhia da Polícia Ambiental que fez o resgate dos animais.

Como elas forma parar em uma caixa às margens de uma rodovia?
Foto: Polícia Ambiental do Paraná

Os funcionários do IAP acharam as corujas quando passavam próximo à Mata dos Godoy, às margens da Rodovia Mábio Gonçalves Palhano. Elas estavam em uma caixa de papelão, em boas condições de saúde e pertencem à espécie Suindara.”
– texto da matéria “Filhotes de coruja são encontrados abandonados em caixa em Londrina”, publicado em 24 de maio de 2012 pelo odiario.com

Tudo chama a atenção na notícia: o inusitado da espécie, a falta de informações sobre como elas foram parar ali e como os funcionários do IAP as encontraram. O fato não chamou tanto a intenção da imprensa, que se contentou em noticiar o caso com poucas informações.

Foto: Polícia Ambiental do Paraná

Será que as corujinhas seriam vítimas de traficantes de animais?

- Leia a matéria completa de odiario.com
- Leia a matéria completa do portal G1

Nenhum comentário: