Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Reflexão para o fim de semana: ambição e crueldade contra sucuri de 5 metros

Toda amarrada, com a cabeça para o alto, sem água ou alimentação. Dessa forma um pescador do município de Rosana, no oeste paulista, manteve presa em um barco, por sete dias, uma sucuri de 5 metros. O sujeito usava a cobra para atrair turistas, que a fotografavam.

Dessa forma a sucuri era mantida presa pelo pescador
Foto: Divulgação PMA

“Uma equipe da Base Operacional da Polícia Militar Ambiental de Rosana, no Pontal do Paranapanema, extremo oeste paulista, recebeu na última terça-fera a denúncia de que alguns pescadores haviam capturado uma serpente Eunectes Murinus, popularmente conhecida por sucuri.

A pessoa que denunciou o caso afirmou que os autores mantinham o animal preso por cordas dentro de uma embarcação, e que utilizavam a cobra com mais de 5 m de comprimento para atrair a atenção de turistas. Várias pessoas teriam fotografado o animal e postado fotos em sites de relacionamento provocando repercussão.”
– texto da matéria “SP: polícia autua homem por manter sucuri de 5 m em cativeiro”, publicada pelo portal Terra em 23 de maio de 2012

Foto feita por turistas com a sucuri
Foto: Divulgação PMA

Ao saber que policiais o procuravam, o pescador devolveu a sucuri para as águas do rio Paraná.

O caso é pitoresco, mas não incomum. Chama a atenção por ser uma sucuri, mas ocorre em todo o mundo.

Na Tailândia e Indonesia, macacos são capturados e colocados para fingir que tocam instrumentos musicais ou a fazer pequenos truques. Na Índia, elefantes vivem transportando turistas. No Brasil, em Genipabu (Natal, Rio Grande do Norte), iguanas são capturados por jovens para serem oferecidas para turistas as fotografares... ou as comprarem.

Na Tailândia: divertido, não?
Foto: Rungro Yongrit/Efe

Vale o aviso: como turista, não incentive essas práticas, não pague por esse tipo de “pseudoentretenimento”. Caso presencie tais abusos, chame a polícia!

Em Jacarta (Indonesia): mais de 500 macacos nessa situação
Foto: bikyamasr

- Leia a matéria completa do portal Terra
Releia os posts do Fauna News:
- “Reflexão para o fim de semana: quando o turista incentiva o abuso”, publicado em 1º de abril de 2011
- “Reflexão para o fim de semana: exploração animal para lazer humano”, publicado em 23 de setembro de 2011

Nenhum comentário: