Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Começar a semana pensando...


...sobre o descaso do governo federal com o meio ambiente e a fauna: Ibama sucateado!

O Ibama tem várias frentes de atuação, que vão desde o controle da poluição até a fiscalização da flora e fauna. Mas órgão tão importante é destratado pelo governo Dilma Rousseff. Apesar de essa situação não ser nova, a Folha de S. Paulo resolveu escancarar o problema aproveitando a posse do novo presidente do órgão, Volney Zanardi Júnior.

Volney Zanardi Júnior: o novo presidente do Ibama. Vai mudar algo?
Foto: Salvador Scofano

“Documentos obtidos pela Folha mostram sucateamento da estrutura do órgão em várias partes do país.

Memorandos revelam superintendentes regionais e chefes de divisão aflitos com sedes interditadas pela Defesa Civil, estruturas ruindo, notificações dos bombeiros e até fuga iminente de macacos de jaulas remendadas.”
– texto da matéria “Cortes geram sucateamento de unidades do Ibama”, publicado em 21 de maio de 2012

E o Ibama é o responsável por uma já defasada rede de Cetas (Centros de Triagens de Animais Silvestres), que são responsáveis por receber animais apreendidos com traficantes de fauna, feridos ou em situações de risco. São esses centros que cuidam da saúde dos bichos e deveriam prepará-los para o retorno à vida livre quando possível. Mas não é isso que acontece.

“(...) Em Salvador, o centro de triagem de animais silvestres começou a ser reformado com dinheiro de multas.

"Não é uma coisa cotidiana, mas tivemos autorização do Ministério Público", disse a gerente de Fauna do Ibama da Bahia, Conceição Pires.”
– texto da Folha de S. Paulo

Em 12 de março de 2012, o Fauna News publicou o post “No Piauí, quem denuncia, escancara a precariedade e incomoda o comando do Ibama em Brasília é exonerado”. Vamos relembrar:

'O Ibama está chegando no fundo do poço... Em 10 de fevereiro de 2012, publiquei “Reflexão para o fim de semana: saindo do gabinete em Brasília para um choque de realidade no Piauí”, que abordou a ida do o superintendente do Ibama no Piauí, Carlos Máximo, até a sede do órgão em Brasília para relatar a penúria do Instituto naquele estado nordestino.

Carlos Máximo: expôs a penúria do Ibama no Piauí
Foto: Germana Chaves/GP1

O presidente do Ibama, Curt Trennepohl, teria se sensibilizado com as denúncias de Máximo e afirmado que iria ao Piauí ainda em fevereiro. Ele também teria determinado que todos os diretores do Ibama deveria ir à sede de Teresina ainda este mês para analisar a situação. Essas informações foram veiculadas pela imprensa na época.

Sabe o que aconteceu. Fevereiro passou, chegou março, e...

“Foi publicada na edição desta quinta-feira (08) do Diário Oficial da União, a exoneração do superintendente do IBAMA no Piauí, Carlos Máximo de Carvalho Barros. A decisão é da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.”
– texto do Portal AZ'

E sabe qual é a penúria a que Máximo se refere?

- Receber R$ 9 mil reais em janeiro e fevereiro para administrar o Ibama no Piauí;
- ter dois funcionários para uma área fiscalizar que é maior do que a da Paraíba,
- tráfico de animais e de madeira em níveis absurdos (avaliação de Máximo); e
- Cetas em “estado de calamidade pública” (palavras de Máximo).

“O Ibama sofreu nos últimos cinco anos uma queda de 45% na verba destinada a investimentos -que inclui reformas e manutenção: de R$ 19,9 milhões (2007) para R$ 10,9 milhões (2012).” – texto da Folha de S. Paulo

Preciso dizer mais alguma coisa?

Sim, preciso: vergonha! Governo desenvolvimentista sem compromisso com o meio ambiente.

- Leia a matéria completa da Folha de S. Paulo
Releia os posts do Fauna News:
- “No Piauí, quem denuncia, escancara a precariedade e incomoda o comando do Ibama em Brasília é exonerado”, de 12 de março de 2012
- “Reflexão para o fim de semana: saindo do gabinete em Brasília para um choque de realidade no Piauí”, de 10 de fevereiro de 2012

Nenhum comentário: