Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Reflexão para o fim de semana: sofrimento em nome da diversão

“Na natureza, elefantas são seres extremamente sociáveis que vivem em grupos só de fêmeas e filhotes, percorrendo dezenas de quilômetros juntas em busca de água nos períodos de estiagem. Mali é uma elefanta asiática que leva uma vida bem diferente da de seus parentes selvagens. Vivendo em uma jaula no zoológico de Manila, nas Filipinas, a elefanta atraiu a atenção de um grupo defensor dos direitos dos animais pela sua solidão. Mali não entra em contato com outros de sua espécie há 35 anos.

Mali: 35 anos de solidão em cativeiro
Foto: Facebook Free Mali

Quando tinha três anos, o animal foi separado do seu bando na Índia e enviado ao zoológico, onde é o único elefante a ser mantido em cativeiro em todo o país. Atualmente com 38 anos, Mali sofre com graves problemas nas patas, que podem provocar infecções e até a morte do animal. Esse tipo de problema é o maior responsável pela morte de elefantes de cativeiro no mundo.” – texto da matéria “Elefanta passa 35 anos em solitária”, publicada pelo blog Planeta Bicho do site da revista Globo Rural, em 23 de julho de 2012

Comentar o quê? Ainda vivemos em uma sociedade que considera normal manter animais em cativeiro para nossa diversão. É assim com inúmeras espécies em zoológicos (muitos dos quais não realizam nenhuma atividade conservacionista e, sob o pretexto da educação ambiental, confinam os animais em situações degradantes) e com golfinhos, orcas, focas e leões-marinhos, que realizam shows em espetáculos espalhados por todo o planeta.

Recinto onde vive Mali
Foto: Facebook Free Mali

Vale lembrar que muitos desses animais são vítimas do tráfico, sendo retirados da natureza por comerciantes do mercado negro. Mali. Que possui uma página do Facebook (Free Mali)  foi separada de seu bando quando tinha três anos!

- Leia a matéria completa no Planeta Bicho
- Conheça a página do Facebook Free Mali (https://www.facebook.com/FreeMali)

Nenhum comentário: