Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Reflexão para o fim de semana: conheça a região de Uauá (BA) - 240 animais apreendidos em 10 dias!

Durante 10 dias de operação envolvendo vários órgãos (chamada Fiscalização Preventiva Inegrada), 240 animais silvestres foram apreendidos na região da bacia do rio São Francisco, na Bahia.t

“Somente ontem (26), os agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e do IBAMA apreenderam 165 animais silvestres no município de Uauá. Os responsáveis foram autuados pelo IBAMA e os animais, alguns deles machucados e bastante debilitados, foram encaminhados para o CEMAFAUNA-CAATINGA - Centro de Manejo e Conservação de Fauna da Caatinga, em Petrolina/PE, onde ficarão sob os cuidados de uma equipe de veterinários e biólogos, e permanecerão até obterem condições de serem reintroduzidos no seu habitat natural.” – texto da matéria “Polícia apreende quase 250 animais silvestres mantidos em cativeiros”, publicada em 27 de julho de 2012 pelo site do jornal Diário Bahia

Equipes de vários órgãos participaram da operação
Foto: Divulgação PRF/BA

O site Esmeralda Notícias, na matéria “Operação conjunta da PRF, Ibama e MP-BA apreende 165 animais silvestres em Uauá”, destacou que entre os animais apreendidos estavam “duas asas-brancas, ave típica da caatinga mas que está ficando cada vez mais rara de ser encontrada por conta da caça predatória.

Uma outra ave que chamou a atenção dos veterinários foi um curió, extremamente raro na região e bastante procurado por criadores pela beleza do seu canto.”


Aves apreendidas em Uauá (BA)
Foto: Divulgação PRF/BA

Vale destacar que Uauá, município situado a 438 quilômetros de Salvador, foi citado no relatório final da CPI que investigou o tráfico de animais e plantas silvestres, de 2003, como um dos principais pontos de captura irregular de exemplares da fauna na Bahia. Para casos como esse, a repressão é extremamente importante e necessária, mas não tem nenhuma chance de acabar com essa atividade criminosa.

Educação ambiental e projetos de geração de renda para essas comunidades envolvidas.

- Leia a matéria completa de do Diário Bahia
- Leia a matéria completa do site Esmeraldo Notícias

Nenhum comentário: