Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Educação ambiental funciona: crianças ativistas contra o tráfico de chifres de rinocerontes

Crianças e adolescentes serão as próximas gerações com poder de decisão no mundo. Esse argumento já seria suficiente para justificar amplas ações de educação ambiental. Mas, o trabalho de conscientização dos futuros adultos pode colher frutos hoje. Não tem de esperar o amanhã...

‘”Prezado Presidente Zuma, por favor pare de matar rinocerontes”. Assim começa uma das centenas de cartas coletadas pela One More Generation, uma organização sem fins lucrativos da Georgia (EUA), que busca ajudar a preservar espécies ameaçadas ao redor do mundo. As informações são da Mother Nature Network e do Huffington Post.

Carter e Olivia Rise, da One More Generation
Foto: site da One More Generation

A One More Generation, também conhecida como OMG, foi fundada em 2009 por Carter e Olivia Rise, dois irmãos que estão agora com 11 e 10 anos de idade. Os dois energéticos jovens ativistas passaram os últimos anos fazendo campanhas contra poluição gerada por plásticos, para ajudar a acabar com os cruéis rodeios de cascavel, e levantaram dinheiro para ajudar chitas em vias de extinção, entre muitas outras conquistas.

Agora eles voltaram o seu foco para os rinocerontes, que estão sendo caçados a taxas sem precedentes na África do Sul, onde vivem 99 por cento dos rinocerontes do mundo. Até o fim do ano, pelo menos, 600 rinocerontes terão sido ilegalmente mortos por seus chifres, que são utilizados na medicina tradicional asiática, apesar de serem feitas a partir da mesma proteína que unhas humanas e não possuírem nenhum valor medicinal como prega a “moda” em voga no momento (em comparação, apenas 13 rinocerontes foram caçados em 2007).”
– texto da matéria “Crianças fazem campanha de cartas contra caça aos rinocerontes”, publicada em 14 de dezembro de 2012 pela Agência de Notícias de Direitos Animais (Anda)

A organização dos dois irmãos quer entregar, em 2013, o maior número de cartas possível (escritas por crianças) pessoalmente para o presidente da África do Sul, Jacob Zuma. A intenção é sensibilizar a autoridade para melhorar o combate à crescente caça de rinocerontes. E os dois irmãos têm até uma sugestão bem interessante:

“Carter diz que há uma série de providências que o Governo da África do Sul poderia tomar para reduzir a caça. “Eu gostaria que o Presidente Zuma aumentasse o tempo de prisão para as pessoas que forem pegas caçando rinocerontes. Então nós queremos que ele obrigue todos os caçadores a apresentar o nosso projeto de proteção aos rinocerontes em pelo menos 10 escolas locais, para que eles possam ensinar a próxima geração a não matar animais, não importa quanto dinheiro alguém lhe ofereça”, sugeriu Carter.” – texto da Anda

Rinoceronte morto por traficantes de chifres
Foto: AFP

Investir em educação ambiental é a forma mais eficiente de, no médio e longo prazos, combater o tráfico de animais e suas partes. Esse trabalho tem de estar aliado à fiscalização e repressão exemplares, legislação realmente severa e políticas sociais em áreas carentes onde há captura e caça de fauna. Infelizmente, todos esses pontos estão carentes de atenção, principalmente a educação ambiental, que ainda é tratada como algo menor e menos importante.

Está aí o exemplo.

- Leia a matéria completa da Anda

Nenhum comentário: