Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Atropelamentos de silvestres nas cidades

Casos de atropelamentos de animais silvestres são mais comuns nas estradas e rodovias. O Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas estima que 475 milhões de animais são atropelados todos os anos nessas vias no Brasil.

Mas o problema também ocorre na área urbana das cidades.

“Gatos-do-mato, gambás, suçuaranas, jaguatiricas, capivaras, ouriços e cachorros-do-mato. Esses são alguns exemplos dos animais expostos ao risco de atropelamento todos os dias na Avenida Ivan de Abreu Azevedo, que separa a mata do Jardim Xangrilá da fazenda Monte Deste, onde um grande lago funciona como atrativo para a fauna local. Muitos dos animais são atingidos por veículos. Na última segunda-feira, um gato-do-mato foi atropelado durante a travessia. Ele sofreu uma fratura na coluna e, graças à ajuda de voluntários, foi socorrido, atendido e está internado em um hospital veterinário de Campinas. O animal deve ser submetido a uma cirurgia e há risco de que não volte a andar. “Não temos um levantamento exato do número de casos, mas recebo relatos de cerca de cinco atropelamentos por semana aqui”, afirma o veterinário especializado em animais selvagens Roberto Stevenson.” – texto da mataria “Rota silvestre coloca animais em perigo em Campinas”, publicada em 20 de setembro de 2013 no site do jornal Correio Popular (Campinas – SP)

Gato-do-mato atropelado em Campinas
Foto: Divulgação/Correio Popular

A matéria dá boas dicas sobre o problema: os motoristas trafegam em seus veículos em alta velocidade e no trecho onde ocorrem os atropelamentos existe apenas uma placa indicando que animais atravessam a pista na região. Vale também destacar que o desmatamento tem feito com que os bichos procurem as poucas áreas ainda com vegetação, e o Jardim Xangrilá é uma delas.

Todos os componentes para a desgraça estão ali...

“Stevenson conta que está fazendo um levantamento do número de animais que são atropelados. “Com base nessas informações, iremos tentar mobilizar a sociedade e os órgãos públicos para melhorar essa situação”, afirmou.

Márcia (presidente da Sociedade Protetora da Diversidade das Espécies (Proesp), Márcia Corrêa – comentário do Fauna News) conta que irá encaminhar um ofício para a Secretaria de Transportes para que visite o local e viabilize lombadas. “Não tem sentido vermos todo dia morte de bichos”, diz.

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) informou, por meio da assessoria de imprensa, que assim que receber a solicitação irá fazer estudo no local para verificar o que pode ser feito para amenizar o problema.”
– texto do Correio Popular

Sabe o que mais impressiona nesse caso? O imobilismo do poder público. A Emdec vai esperar a solicitação para depois pensar no assunto... Por que não vão lá imediatamente já que, se não sabiam, agora sabem da existência do problema?

Lamentável.

- Leia a matéria completa do Correio Popular

PRÊMIO TOP BLOG: NÃO ESQUEÇA DE VOTAR NO FAUNA NEWS!!! OBRIGADO.

Nenhum comentário: