Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de outubro de 2013

O sagui do Guarujá (SP): isso é amor?

Post de 1º de outubro da página da Polícia Militar Ambiental de São Paulo no Facebook:

“No dia 30 de setembro, no Município de Guarujá/SP, Policiais Militares Ambientais constataram que um infrator mantinha em cativeiro 4 aves da fauna silvestre e um sagui que estava em situação maus tratos. A ocorrência foi apresentada no Distrito Policial da região, onde o delegado de plantão elaborou boletim de ocorrência para apuração do crime ambiental.

Foi elaborado um Auto de Infração Ambiental de multa no valor de R$ 2.500 reais.”


Sagui apreendido no Guarujá (SP)
Foto: Página do Facebook da PM Amb SP

A foto tirada pelos policiais não necessita de explicação alguma e mostra o quanto muita gente desconhece as necessidades dos animais silvestres. Dizer que “lugar de bicho é no mato” pode ser um lugar-comum, mas é uma verdade.

A simples captura do animal e a manutenção dele em cativeiro já mostra a ignorância no assunto. À falta de estrutura para criar um bicho, alia-se o risco de transmissão de doenças (são mais de 180 zoonoses). Por fim, deve-se destacar a estimativa da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas) em que 38 milhões de animais silvestres são retirados da natureza brasileira todos os anos para sustentar o mercado negro de fauna.

Essa ignorância é sinônimo de amor, explicação essa dada por quem cria animais silvestres como bichos de estimação.

- Leia o post da PM Ambiental de São Paulo no Facebook

Nenhum comentário: