Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Capivara e motorista mortos: mais vítimas para as estatísticas

“O motorista de um carro de passeio morreu nesta sexta-feira (1º) em um acidente ocorrido na BR-158, em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá. Segundo informações da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), do município, a vítima perdeu o controle da direção do veículo após bater em uma capivara que atravessava a pista, nas proximidades do Distrito Vale dos Sonhos. Em seguida, o carro colidiu com uma árvore às margens da rodovia.” – texto da matéria “Motorista morre em MT após atropelar capivara e bater em árvore”, publicada em 1º de novembro de 2013 pelo site ExpressoMT

Duas mortes: capivara e motorista
Foto: ExpressoMT

O número estimado de animais mortos por atropelamentos em estradas e rodovias no Brasil é de 475 milhões por ano, de acordo com o Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas. A quantidade de pessoas mortas nessas circunstâncias é bastante menor, mas suficiente para motivar campanhas pela segurança de motoristas e pedestres.

E para reduzir os impactos contra os animais? Há campanhas? São poucas as iniciativas. A população ainda não está suficientemente informada da dimensão da tragédia que impacta os animais silvestres nas rodovias e estradas brasileiras.

A legislação aos poucos está sendo aperfeiçoada, exigindo adaptações das rodovias. Os técnicos já se preocupam com o traçado dos novos empreendimentos, mas sempre há impactos. Se a população e as entidades ambientalistas realmente pressionassem o poder público, soluções mais eficientes e rápidas apareceriam.

Infelizmente, grande parte da sociedade só se compadece das mortes humanas.

- Leia a matéria completa do ExpreessoMT

Nenhum comentário: