Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Reflexão para o fim de semana: crueldade extrema alimentando o tráfico

 
 O costume começou na década de 1890
Foto: Ulet Ifansasti

Todos os macacos são vítimas do tráfico
Foto: Ulet Ifansasti

“O trânsito caótico, a sujeira das ruas e a poluição são constantemente criticados por turistas que visitam Jacarta, na Indonésia, mas nenhum desses problemas choca mais os estrangeiros do que a prática do ‘topeng monyet’, o espetáculo dos macacos mascarados. Para alívio dos visitantes e de muitos indonésios, o governador de Jacarta, Joko Widodo, prometeu proibir a exploração dos animais até o fim do ano.

Vestidos como pessoas, com chapéus de caubói, roupas imundas e máscaras de bonecas, micos imitam os gestos dos humanos pelas ruas locais. A questão, porém, vai além do gosto duvidoso das apresentações; maltratados, os animais são obrigados a passar fome para que obedeçam às ordens dos donos nos shows e ‘trabalham’ por várias horas em meio aos carros e pessoas.


Os micos são capturados aos milhares na floresta da ilha de Sumatra e mandados para a capital. Há vilarejos inteiros que vivem praticamente do tráfico de animais silvestres. (...)”
– texto da matéria “Espetáculo de macacos mascarados é proibido por governador de Jacarta”, publicada em 28 de outubro de 2013 baseada em matéria exibida pela Globo News

Tomara que a proibição seja cumprida. E se for, alguém acha que o governo da Indonésia vai dar um tratamento decente para esses animais?

- Leia a matéria completa do site da Globo News

Nenhum comentário: