Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

São Paulo: estado fornecendo animais para traficantes de Pernambuco

Quando se fala em tráfico de fauna, normalmente os estados do Norte, Nordeste e Centro-oeste são apontados como fornecedores de animais para um mercado consumidor concentrado, principalmente, nas regiões Sudeste e Sul. O caminho contrário dessas rotas mais comuns dificilmente são mostrados. Eis um exemplo:

“Dois homens, de 28 e 34 anos, foram presos com 20 pássaros silvestres na noite desta sexta-feira (13) na Rodovia Cândido Portinari (SP-334), em Batatais (SP). As aves estavam em uma caixa de transporte no porta-malas do carro ocupado pela dupla. Dentre as espécies apreendidas estavam canários da terra, coleirinhas e pássaros pretos.

Aves seriam vendidas em Pernambuco
Foto: Márcio Meirelles/ EPTV

Segundo a Polícia Rodoviária, as aves foram compradas em Dois Córregos (SP), na região de Piracicaba (SP), e seriam revendidas em uma cidade de Pernambuco. O veículo com placas de Botucatu (SP) foi parado pela Polícia Rodoviária próximo ao quilômetro 47 da rodovia.”
  – texto da matéria “Dupla é presa com 20 pássaros silvestres em rodovia de Batatais”, publicada em 14 de dezembro de 2013 pelo portal G1

Deve-se lembrar que a maioria dos municípios nordestinos tem feiras onde silvestres são vendidos e, nas grande cidades da região, é possível encontrar animais de várias regiões brasileiras. Estima-se que entre 60% e 70% do comércio ilegal de animais no Brasil são para abastecer o mercado interno, isto é, são os próprios brasileiros que incentivam esse mercado criminoso.

É o papagaio no poleiro, o passarinho na gaiola e o macaquinho acorrentado.

- Leia a matéria completa do portal G1

Nenhum comentário: