Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Tráfico em feiras: a repressão enxugando gelo

“A Polícia Militar de Sergipe, através do Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb), flagrou, na quarta-feira, 15, mais uma ocorrência de venda de aves silvestres na feira livre de Itabaiana, município distante 58 quilômetros da capital sergipana. Esta foi a segunda apreensão no município, no intervalo de quatro dias.

Aves apreendidas em Itabaiana
Foto: Divulgação Polícia Militar Ambiental SE

A ação faz parte das operações de fiscalização do Pelotão Ambiental nas feiras livres do interior do Estado, visando combater o comércio de animais silvestres. Nesta última atuação, o PPAmb apreendeu 39 aves, todas escondidas em cumbúculos – artefatos pequenos fabricados para transportar grandes quantidades de aves. No momento da abordagem, as pessoas evadiram-se do local, abandonando os animais.” – texto da matéria “PM flagra desmatamento e comércio ilegal de aves silvestres no interior”, publicada em 17 de janeiro de 2014 pelo site Aqui Acontece

Feira com venda de animais silvestres é praga no Nordeste. Tem em tudo que é cidade. É um comércio varejista com números de atacado. Quem olha, vê a venda de uns poucos bichos, principalmente aves. Mas a quantidade é gigantesca. Trabalho de formiga.

O combate a tal situação, culturalmente instalada, depende de duas frentes imediatas: fiscalização constante, colocando policiais nas feiras para inviabilizar a ação dos traficantes, e, sobretudo, conscientizando a população dos problemas relacionados ao hábito de manter animais silvestres em cativeiro.

Infelizmente, só se vê a repressão funcionando. Vão enxugar gelo.

- Leia a matéria completa do Aqui Acontece

Nenhum comentário: