Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Boa notícia: voltando à vida livre no Mato Grosso do Sul

As críticas à falta de centros de triagem e reabilitação de animais silvestres no Brasil são justas. O Ibama montou um rede deficiente, que sofre com a falta de investimentos. Estados e municípios pouco trabalham nessa área. Muito do trabalho de recuperação de animais silvestres vítimas do tráfico, de atropelamentos, de contatos desastrosos com o mundo humano (eletrocussões na fiação de distribuição de energia, agressões, choques com fachadas envidraçadas e outros tantos problemas) está nas mãos de ONGs, que vivem “de pires na mão” pedindo ajuda para desenvolver um trabalho decente.

 Mas, em meio a tantas dificuldades, existem momentos em que o resultado compensa toda a dificuldade (principalmente para muitos dos profissionais envolvidos):

“Uma equipe do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) realizou no dia 31 de janeiro nova soltura de animais silvestres no Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS).

Jabutis momentos antes da soltura
Foto: Bonito Notícias

 A Equipe do CRAS, composta pela Bióloga Maria Izabel Rossi, pelo tratador Genivaldo e também pelo motorista Amadeu foram acompanhados durante a soltura pelo Biólogo e colaborador do Grupo Rio da Prata Thyago Sabino.

Foram soltos 26 Jabutis (Geochelone carbonaria), 02 Urubus (Coragyps atratus) e 01 Gralha do Campo (Cyanocorax caerulus).”
– texto da matéria “CRAS solta animais silvestres em atrativo de Jardim (MS)”, publicada em 5 de fevereiro de 2014 pelo site Bonito Notícias

Espera-se que o local seja fiscalizado, principalmente para o bem dos jabutis, eternas vítimas do tráfico e daqueles que os criam ilegalmente como bichos de estimação.

- Leia a matéria completa do Bonito Notícias

Nenhum comentário: