Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Fugindo do óbvio contra atropelamentos de animais parte 2: renas que brilham

Ontem, 20 de fevereiro de 2014, o Fauna News publicou o post “Fugindo do óbvio contra atropelamentos de animais: renas que brilham no escuro” sobre a iniciativa de criadores de renas da Lapônia, na Finlândia, de borrifar tinta que reflete a luz nos chifres dos animais. A ideia é diminuir os atropelamentos, muito comuns no período noturno.

Chifres refletirão a luz para alertar motoristas
Foto: Anne Ollila/Finland Reindeer Herders' Asso/AFP

Essa publicação gerou dois comentários nas redes sociais que são importantes. O primeiro diz respeito à toxicidade das substâncias que são aplicadas nas renas. A matéria do portal G1 (“Substância vai fazer renas da Lapônia brilharem contra atropelamentos”, publicada em 19 de fevereiro de 2014) sobre essa iniciativa afirma apenas que duas substâncias estão sendo testadas, sem entrar em detalhes sobre algum risco aos bichos.

Toda e qualquer iniciativa para preservar os animais é válida, desde que não haja comprometimento da saúde deles.

O outro comentário, da bióloga Irene Demetrescu no grupo do Facebook que aborda Ecologia de Estradas, é sobre a possibilidade da luz refletida atrair predadores, o que deixaria as renas mais vulneráveis a ataques.

- Releia a o post do Fauna News “Fugindo do óbvio contra atropelamentos de animais: renas que brilham no escuro”, publicado em 20 de fevereiro de 2014
- Releia a matéria “Substância vai fazer renas da Lapônia brilharem contra atropelamentos”, publicada em 19 de fevereiro de 2014 pelo portal G1

Nenhum comentário: