Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 11 de março de 2014

Correu por causa das aves em cativeiro ou das armas ilegais?

“A Polícia Militar Ambiental de Bauru apreendeu na manhã de ontem armas de fogo e pássaros silvestres no Distrito de Tibiriçá, município de Bauru. O flagrante ocorreu na parte exterior de uma residência localizada na rua José Pereira Rangel, onde estavam gaiolas com pássaros silvestres. O proprietário ainda tomou duas multas que somam R$ 27 mil.

Aves apreendidas em Bauru
Foto: Divulgação PM Ambiental São Paulo

 O morador, um construtor de 53 anos, ao se deparar com a chegada dos policiais ambientais fugiu pelos fundos, para não ser preso em flagrante, ficando a sua esposa no local.

Durante vistoria no interior do imóvel, os policiais localizaram 26 pássaros silvestres em cativeiro com as autorizações em desacordo com a legislação, além de os pássaros em situações de maus-tratos. Em continuidade à fiscalização, foi localizada no interior do imóvel, uma espingarda calibre 32, uma espingarda calibre 36, uma carabina calibre 22, 131 munições, 92 espoletas, 180 gramas de chumbo e um canhãozinho utilizado para caça de animais silvestres.”
– texto da matéria “Construtor toma multa de 27 mil reais”, publicada em 10 de março de 2014 pelo site do Jornal da Cidade (Bauru – SP)

A divulgação da necessidade de autorização para a criação de animais silvestres como bichos de estimação já ocorre com determinada frequência em algumas regiões do país. Isso inviabiliza a velha alegação dos infratores de que não conhecia a exigência.

No caso de Bauru fica a pergunta: o construtor correu por causa da situação irregular das aves ou das armas?

Quem sabe na delegacia ele esclarece...

- Leia a matéria completa do Jornal da Cidade

Nenhum comentário: