Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Tráfico de animais: um crime em cadeia

Traficante de animais silvestres não é somente o sujeito que vendo o bicho. O mercado negro de fauna é formado por uma série de pessoas, com as mais diversas funções: quem captura, coleta ou mata o animal, quem o armazena, quem o transporta, quem o anuncia para comercialização e quem, no final de todo o processo, quem o vende. E tudo isso para atender a demanda de quem compra – que não é traficante, mas é tão responsável quanto.

Com essa visão do processo, uma peça publicitária feita pela agência Leo Burnett (escritório de Sidney (Austrália) aborda o comércio de partes de tigres, tubarões e rinocerontes como parte de uma campanha para arrecadar doações para a ONG WWF Austrália. O trabalho ganhou o Leão de Prata Festival de Cannes deste ano na categoria Imprensa.

Boa sacada que leva à reflexão. “Stop one. Stop them all.”, que em português fica “Pare um. Pare todos eles.”

Nenhum comentário: