Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Rodovias: começaram a pensar nos animais

É fato que as rodovias brasileiras, nos trechos que cortam regiões com fauna silvestre, não possuem infraestrutura para evitar acidentes envolvendo os animais. Além do risco aos ocupantes dos veículos, esse descaso do poder público causa a morte de inúmeros bichos. Já escrevi bastante sobre isso aqui no Fauna News. Finalmente, algo começa a ser feito...  ao menos no Pantanal.

 
Tamanduá atropelado na região de Campo Grande (MS)
Foto: Alessandra de Souza

“Pensando na redução dos atropelamentos na BR-262, que fica no trecho dentro do Pantanal, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) estabeleceu programas ambientais que devem ser executados durante todo o período de recuperação da estrada, na restauração de pavimento e implantação de acostamentos, previsto até maio de 2012. (...)

No monitoramento inicial feito desde junho pela Universidade (Universidade Federal do Paraná), foi relacionado o atropelamento de 1400 animais de 88 espécies no período de um ano entre Campo Grande e Corumbá, num trecho de 410 km (estudos de Fischer em 97, 2003) e constatado o atropelamento de 57 espécies no trecho de 284,2 km entre Anastácio e Corumbá, em dois meses de monitoramento.”
– texto da matéria “Programas devem reduzir estatísticas de atropelamento de animais silvestres”, publicada em 19 de outubro de 2011 pelo site Midiamax News do Mato Grosso do Sul

Os trabalhos incluem três projetos pilotos nos pontos críticos da rodovia.  A proposta é que toda a estrada seja constantemente fiscalizada, tenha sinalização especial, cercas em áreas críticas de mortandade de animais, 93 passagens de animais sinalizadas, redutores de velocidade, radares e sonorizadores. Para monitorar o fluxo dos animais, também serão instalados armadilhas fotográficas e será feita a identificação de pegadas.

Em 2010, segundo a Polícia Rodoviária Federal, 203 mortes de animais silvestres foram registradas apenas nas estradas federais daquele Estado. No resto do país, a situação é a mesma.

Motoristas
Apesar dos problemas com a sinalização e a infraestrutura para evitar os atropelamentos de animais selvagens, não se deve atenuar a responsabilidade dos motoristas. É fato que os brasileiros não respeitam os limites de velocidade e as leis de trânsito, tanto que o Brasil é um dos países com maior número de acidentes - seja nas vias urbanas ou nas estradas - do mundo.

- Leia a matéria do site Midiamax News
Releia as matérias do Fauna News sobre atropelamentos de animais silvestres:
- Ainda estamos no século 16: onça-parda é encontrada morta sem as patas no Mato Grosso do Sul (8 de fevereiro de 2011)
- Força Anhanguera! (25 de fevereiro de 2011)
- Animais silvestres também são vítimas da barbárie das estradas 
- Atropelamento de animais: ONG cearense faz campanha para alertar motoristas (29 de junho de 2011)

Nenhum comentário: