Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de maio de 2013

Apreender na origem aumenta a chance de soltura

As chances de um animal silvestre voltar à vida livre aumentam muito quando a apreensão ocorre na sua área de origem. A situação complica bastante quando o bicho já está em outro bioma ou distante de sua região de ocorrência, como normalmente ocorre em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde pássaros da Caatinga e do Cerrado, principalmente, são vendidos ilegalmente.

Aves que seriam levadas para São Paulo
Foto: Portal Poções

“Um homem foi preso por volta das 16h30min da tarde desta quarta-feira (15), no bairro Primavera, em Poções, acusado de tráfico de animais silvestres. De acordo com informações da Polícia Militar, Ademir Bonfim Aparício, 40 anos, foi abordado por uma guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) e em posse dele estava 146 pássaros silvestres. O acusado informou que os animais seriam comercializados em São Paulo. Os animais apreendidos foram encaminhados para a delegacia juntamente com Ademir, e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) foi acionado.” – nota “Poções: homem é preso por tráfico de animais silvestres no bairro Primavera”, publicada em 16 de maio de 2013 pelo Portal Poções

Ademir transportava 146 aves
Foto: site da Rádio Liberdade (Poções - BA)

Poções, na Bahia, é um município que faz parte da rota do tráfico de fauna para o Sudeste. A cidade, além de uma feira que comercializa ilegalmente animais silvestres, principalmente aves, é apontada como um centro para receber os bichos capturados e despachá-los para São Paulo e o Rio de Janeiro.

Quando os animais, vindos do Nordeste, Norte e Centro-oeste do país, são apreendidos no Sudeste, a possibilidade de retorno para as regiões de origem diminui bastante. Uma das principais causas dessa dificuldade está na burocracia e na falta de recursos dos órgãos ambientais, principalmente do Ibama, para realizar a recuperação e o transporte dos bichos. O processo é trabalhoso e caro, mas será que não vale o investimento?

- Leia a nota do Portal Poções

Nenhum comentário: