Páginas

"Todos os argumentos que provam a superioridade humana não eliminam este fato:
no sofrimento os animais são semelhantes a nós."
Peter Singer - Filósofo e professor de bioética na Universidade de Princeton, autor de Libertação Animal (1975)

Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

ONU cria data para conscientizar contra o tráfico de fauna

“Em 20 de dezembro de 2013, da sexagésima oitava sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas decidiu proclamar 3 de marco, dia da aprovação da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Silvestres (CITES), como o Dia Mundial da Vida Selvagem, para celebrar e aumentar a conscientização sobre a fauna e da flora selvagens do mundo.


Na sua resolução , a Assembleia Geral reafirmou o valor intrínseco da vida selvagem e as suas diversas contribuições, inclusive ecológica, genética, social, econômica, científico, educacional, cultural, recreativo e estético, para o desenvolvimento sustentável e para o bem-estar humano, e reconheceu o importante papel da CITES no sentido de garantir que o comércio internacional não ameace a sobrevivência da espécie.” – texto da matéria “Assembleia Geral da ONU proclama 03 de março como o Dia Mundial da Vida Selvagem” publicada em 23 de dezembro de 2013 pelo site da CITES

Acompanhando o aumento da preocupação de países do chamado “primeiro mundo”, como Estados Unidos, França e Inglaterra, com o tráfico de fauna, percebe-se que o alvo deles não é somente com a vida selvagem. O envolvimento dessa atividade criminosa com o terrorismo e com guerras civis têm bastante relevância.

“A ONG WWF International divulgou em 12 de dezembro de 2012 o relatório Fighting Illicit Wildlife Trafficking, em que a empresa de consultoria grupo Dalberg entrevistou representantes de governos e de organizações internacionais. Muita coisa não é novidade, mas chamou a atenção o seguinte dado:

“Grande parte do comércio de produtos ilegais da vida selvagem é executado por redes criminosas sofisticadas com amplo alcance internacional. Os lucros do tráfico de animais silvestres são usados para comprar armas, financiamento de conflitos civis e de atividades terroristas, conclui o relatório.

O envolvimento do crime organizado e os grupos rebeldes em crimes selvagens está aumentando, de acordo com entrevistas com governos e organizações internacionais conduzidas pela empresa global de consultoria grupo Dalberg em nome da WWF.”  - texto do site da WWF” - texto do post “Novo alerta: tráfico de animais financia guerrilhas e terroristas”, publicado pelo Fauna News em 13 de dezembro de 2012

Vale destacar que o tráfico de marfim e de chifres de rinocerontes são muito rentáveis e praticados por esses grupos.

Nenhum comentário: